São Paulo

São Paulo é o mais rico estado do Brasil. Estado da região sudeste, tem em sua capital uma das maiores cidades do mundo.

Uma profusão de etnias dão vida ao estado de São Paulo, com imigrantes vindos de todos os continentes do mundo.

Cidade viva e pulsante, a capital, São Paulo, já foi cantada em versos que lhe homenageiam.

Águas da Prata

Águas de Lindóia

Águas de Santa Bárbara

Águas de São Pedro

Amparo

Aparecida

Barueri

Guarujá

Ibirá

Lindóia

Monte Alegre do Sul

Monteiro Lobato

Poá

São João da Boa Vista

São José dos Campos

Serra Negra

Socorro

Tremembé

Eventos em São João da Boa Vista

Festival de Ritmica e Dança

Realizado à mais de 17 anos, o Festival de Ritmica e Dança é destaque no estado de São Paulo e também no Sul de Minas. Com um público estimado de 10.000 pessoas, o festival recebe dezenas de grupos, entre amadores e profissionais, que buscam participar deste conceituado evento realizado em São João da Boa Vista à quase vinte anos.

Festival Estudantil de Teatro

Chegando em sua 14ª. edição, o festival estudantil de teatro tem o objetivo de incentivar os jovens estudantes à participarem cada vez mais dos eventos culturais. Contando com mais de 15 peças selecionadas por um juro de peso, composto por artistas formados em artes cênicas, que ao término da apresentação orientam os alunos e diretores em como melhorar seu desempenho. O público esperado é de mais de 7.000 pessoas.


Acessa São Paulo

O Uma parceria entre a Prefeitura Municipal e o Governo do Estado de São Paulo, criado para fornecer acesso à internet para todos os moradores de São João da Boa Vista. Instalado no Centro Cultural Pagu conta hoje com 7 microcomputadores a disposição da comunidade das 07h30 às 18h00. Para fazer uso dos mesmos, basta apenas preencher uma ficha de inscrição na própria biblioteca. Desde o início de 2002 o Programa Acessa São Paulo vem sendo implantado nos municípios do interior e litoral do Estado, na forma de postos chamados Infocentros Municipais.

Semana Fernando Furlanetto

Fernando Furlanetto nasceu no dia 5 de março de 1897, um ano após seu pai, o italiano Antonio Furlanetto, instalar a primeira marmoraria em São João da Boa Vista.
Em 1911, com apenas 14 anos, partiu para a Itália, a fim de estudar no Instituto de Belas Artes de Pietrasanta. Durante oito anos, Fernando aprendeu a arte de esculpir com os mais famosos professores da época. Logo, o “menino americano” suplantou, em técnica e arte, os próprios italianos natos, conquistando o prêmio máximo do Instituto – a medalha de prata. Mesmo tendo gabarito para trabalhar em grandes centros, Fernando fixou atelier em sua cidade natal, recebendo encomendas de toda a redondeza. E, assim, pasmou a imprensa local, por sua simplicidade e modéstia diante das maravilhas que produzia. Considerava como sua obra-prima o monumento funerário de Dina e Angelina de Oliveira Bueno – a filha chamando a mãe, subindo os degraus do céu. Mas logo vieram outras obras impressionantes, como a escultura Caridade, para o jazigo da família do Cel. Joaquim Cândido de Oliveira; a Piedade, para o túmulo de José Pedro de Oliveira; e a monumental capela funerária do Cel. Christiano Osório de Oliveira. Em sua memória, a Prefeitura Municipal organiza anualmente a Semana Fernando Furlanetto, que reuné obras do escultos, artistas da cidade e convidados. Conheça mais sobre Fernando Furlanetto clicando aqui.

Semana Guiomar Novaes

Realizada entre os dias 22 a 29 de setembro no Theatro Municipal agora restaurado, a Semana teve muita procura da população empolgada com a reabertura do mesmo que estava fechado há mais de 15 anos, com uma programação de alto nível, trazendo inclusive pessoas de diversas cidades da região. O Theatro esteve lotado por todas as noites e muitas pessoas ficaram na fila de espera, o público superou 10.000 pessoas.

Fonte: Comissão de Turismo
http://www.ctur.org.br

Agências de Turismo em São João da Boa Vista

Homosapien Viagens

Fone: (19)93323253
E-mail: rogerioelias25@hotmail.com
http://www.homosapien.com.br


Restaurantes em São João da Boa Vista

Bem Brasil

Rua Maria Ester Campos Alvarenfa, 1330
Bairro Alegre
Fone: 19 3633 3532 ou 9168 2129
E-mail: bembrasilrest@ig.com.br
http://www.bembrasilrestaurante.com.br

Panela Velha

Praça Roque Fiori, 123 – centro
Fone 3633 4429
www.panelavelha.com.br

Casarão

Rua Prudente de Moraes, 67 – centro
Fone 3633 4426
www.casaraorestaurante.com.br


Spaço

Rua Tereziano Valim, 75– centro – SJBV – F. 3633 1196
www.spaco.com.br
spacorestaurante@spaco.com.br

Barracão

Rua Dr. Theófilo de Andrade, 329 a– centro
Fone 3623 5094

Catarelli

Avenida Dona Gertrudes, 437 – centro
Fone 3633 6005
catarelli@uol.com.br

Don Raffaelo

Rua Riachuelo, 333– centro
Fone 3623 6733
www.donraffaelo.com.br

Tekinfin

Avenida Dona Gertrudes, 212– centro
Fone 3622 3508
carolnavarro@uol.com.br

Sisal Restaurante

Rua Theófilo Ribeiro de Andrade, 538 – centro
Fone 3631 2882

Restaurantes Rurais

Mirante Pesk

Sitio Santa Julia – Bairro das Areias – São Roque da Fartura
Fone 3649 1229

Progresso

Rodovia SP 344 Km 4,5 SJBV
Fone 3633 2982
www.pesqueiroprogresso.com.br
hotelprogresso@uol.com.br

Pesk-Pag Morada do Sol

Rodovia SP 344 km 229 – SJBV
Fone 3638 9043

Rancho do Dilino

Estrada velha Vargem Grande do Sul (estrada DEDINI)
Fone 3631 1341

Sitio Fortaleza

Serra da Paulista Km. 4 – SJBV
Fone 3633 5389 ou 9119 4813

Sítio Paineiras

Serra da Paulista
Fone: 19 3631 3694
Km: 08

Hotéis e Pousadas em São João da Boa Vista

Gran Beto Hotel Ltda.

Fone: (19)3633.1710
E-mail: gbetohotel@uol.com.br
hotelgranbeto.vila.bol.com.br

Boa Vista Eco Hotel

Fone: 95 3623 0746
E-mail: reservas2@boavistaecohotel.com
http://www.boavistaecohotel.com

Hotel e Mansão dos Nobres

Rua João Paulo II, 55 – centro
Fone 3623 4245
www.mansaodosnobres.com.br


Hotel Del Rey

Rua Saldanha Marinho, 429– centro
Fone 3622 2587

Hotel Giordano

RuaBenjamin Constant, – centro
Fone 3633 1844

Pousada do Bosque

Vicinal São João paraSto. Antonio do Jardim, km 5
Fones 3633 1067 ou 3622 2033
ceciliamalheirocury@yahoo.com.br

Hotel Magnólia

Praça Bento Gonçalves, 107 – Rosário
Fone 3623 3059
www.magnoliahotel.com.br
reserva@magnoliahotel.com.br

Casa Vittoria
Rua Getulio Vargas, 552 – centro
Fone 3623 6516
www.casavittoria.com.br
casavittoria@bol.com.br

Libero Hotel

Fone: 19 3631 0167
E-mail: liberohotel@hotmail.com
http://www.liberohotel.com.br

Atrativos Turísticos de São João da Boa Vista

Fazenda Cachoeira

Acesso no início da estrada vicinal São João – Santo Antonio do Jardim. Com sua sede do séc. XX, construída pelos escravos, conserva em pavimento inferior a sua senzala.

Fazenda Capituba

Estrada São João – Vargem Grande , km 226 (acesso Aterro Sanitário).
Lanchonete e 2 tanques. Funcionamento: de 2ª feira a sábado- 07h00 às 21h00, domingos: 07h00 às 19h00. Tipos de peixes: Pacu; Tambaqui; Tambacu; 4 tipos de carpas, Bagre africano, Corimba, Tilápia, Traíra, Cará (mais tipos de peixes pequenos)


Serra do Mirante

Tem 1593 m altitude, com uma bela vista de São João e cidades da região, onde existe a Caverna do Morcego (local bonito e pouco explorado). A 500m, ao lado das torres de TV, na Serra Deus-me-livre, de propriedade particular, que é usada também para a prática de vôo livre. É uma decolagem natural (construída pela natureza).

Museu Histórico e Pedagógico Dr. Armando de Salles Oliveira

Praça Governador Armando Salles, 124, Centro – Tel. (19) 3631.0313. O prédio do Museu Histórico e Pedagógico foi construído por Joaquim José de Oliveira Filho (1830-1903), para servir de residência urbana. Maria Inês da Silva Oliveira, mais conhecida como Dona Tita (1887-1969), filha de DonAnna Gabriela da Silva e do Cel. Joaquim José de Oliveira, foi quem herdou a residência, conservando-a com todos os móveis e pertences da época dos pais. Dona Tita doou o prédio mobiliado e sua coleção, por testamento, à Prefeitura Municipal, e o museu foi inaugurado em 1970.

Museu de Arte Sacra da Diocese de São João da Boa Vista

Avenida Thereziano Vallim – Tel. (19) 3633.1408. A fachada da capela seguia o estilo “normando”, com telhado bastante inclinado (aguardando eternamente a estação das neves) e torre pontiaguda, revestida de pastilha, transformando-se em marco na paisagem urbana. Apesar dos sofisticados vitrais e elaborados forros, seu interior não chegou a possuir elementos decorativos em suas paredes. Atualmente, a Igreja abriga o “Museu de Arte Sacra” um dos maiores e mais ricos acervo da Diocese de São João da Boa Vista.

Memorial Escolar Dirce S. Carbonara

Escola Estadual Cel. Joaquim José, Praça Cel. Joaquim José, 123. O Memorial Escolar mantém um arquivo sobre os ex-alunos formados na Escola Estadual Cel. Joaquim José, além de um museu que mantém o ambiente de uma escola primária do início do século passado. O museu está aberto a visitação durante todo o período de aulas da escola Cel. Joaquim José.

Theatro Municipal

Praça da Catedral, Centro – Tel. 3631.7653. O Theatro Municipal foi inaugurado em 1914, e nos últimos passou por uma reforma completa, que manteve as características originais do prédio construido na áurea época do café. Hoje o Teatro Municipal recebe dezenas de peças além de shows e eventos realizados pela Prefeitura Muncipal.

Paço MunicipalPalacete onde funciona atualmente o Paço Municipal

Rua Marechal Deodoro, 366 – Telefone (19) 3634.1081 ou (19) 3634.1000. O Paço Municipal, antigo palacete de um dos barões do café, agora abriga o Gabinete do Prefeito e alguns setores administrativos da Prefeitura Municipal. Construido na década de 1930, o prédio foi por muito tempo um dos mais importantes e imponentes palacetes da cidade.

Escola Estadual Cel. Joaquim José

Praça Cel. Joaquim José, 123 – Tel. (19) 3623.3782. Fundado em 1903, o então Grupo Escolar, foi uma das primeiras escolas de São João da Boa Vista. O prédio foi tombado pelo Conselho do Patrimônio Histórico, Arqueológico e Artistico do Município – CONDEPHAT. A escola abriga também um museu que conta a história das escolas no começo do século passado.

SENAC

Rua São João, 204 –Tel. (19) 3623.2702. O terreno escolhido para construir a Câmara ficava estrategicamente no meio da principal via local – a rua São João -, que ligava a Estação Ferroviária à Igreja Matriz de São João Batista. Esta estação era o portal de entrada e saída da cidade naquela época. O prédio se destacava no meio provinciano. Enquanto as construções vizinhas se acotovelavam em estrutura de madeira e amarrações em taipa, a nova edificação exibia fachada em alvenaria de tijolos, tudo aparente, sem argamassa de revestimento. A fachada do prédio apresentava arquitetura clássica, com pilastras sobrepostas nos estilos jônico e dórico. No pavimento térreo, funcionava a cadeia, tendo à frente as salas do delegado e dos guardas, e, nos fundos, três celas. O alto vestíbulo dava acesso à escadaria de madeira, levando ao pavimento superior, área reservada à Câmara Municipal, que se reunia uma vez por mês. No período imperial, a Câmara cumpria os papéis legislativo, executivo e judiciário.

Palácio Episcopal

Praça Roque Fiori, 280 – Tel. (19) 3622.2245. O Palácio Episcopal é a residência oficial do Bispo da Diocese de São João da Boa Vista, que abrange dezoito municípios paulistas: São João da Boa Vista, Aguaí, Águas da Prata, Caconde, Casa Branca, Divinolândia, Estiva Gerbi, Mococa, Moji-Guaçu, Itobi, Espírito Santo do Pinhal, Santa Cruz das Palmeiras, Santo Antônio do Jardim, São José do Rio Pardo, São Sebastião da Grama, Tambaú, Tapiratiba e Vargem Grande do Sul.

Estação Ferroviária

Praça Rui Barbosa, n. º 41 – Rosário. Até hoje trens de carga passam pela cidade diariamente em direção ao sul de Minas Gerais. Atualmente neste espaço se encontra o Departamento de Cultura e Turismo, Escola Municipal de Iniciação Musical, Fundação Oliveira Neto (responsável pela restauração e reforma do Teatro Municipal), Arquivo Municipal, Academia de Letras, o Espaço Cultural Fernando Arrigucci – com exposições variadas durante o ano todo e o Banco do Povo. Conheça um pouco da história desta estação.

São João da Boa Vista

São João da Boa Vista tem sua altitude do Marco Zero do Município em 729 metros, localizada na Praça Governador Armando Sales. E pico mais alto é no Morro do Mirante com 1663 metros.
São João da Boa Vista está na região cristalina da Serra da Mantiqueira, proximidades de Lindóia e Serra Negra.

O clima é tropical quente e seus invernos não são rigorosos. Os dias são quentes no verão, mas a brisa agradável das noites refresca as madrugadas. Junto às serras, que funcionam como barreiras interceptoras das massas de ar que participam da formação do clima do Estado de São Paulo, há descarregamento maior da umidade, em forma de chuvas muitas vezes fortes e copiosas.

São João da Boa Vista

São João da Boa Vista


A temperatura do ar pode ser estimada em: média 28°C, máxima 34°C, mínima 5°C. Média no verão: 22°C e média no inverno: 18°C. Há um vento local que sopra do leste ou às vezes do sudeste ao qual os habitantes de São João da Boa Vista dão o nome de: “Boqueirão do Prata”.
São João da Boa Vista está a 113 Km de Campinas, 220 Km de São Paulo e quase equidistante de Curitiba e Rio de Janeiro em aproximados 640 Km. A população é de 80.059 habitantes, segundo o censo de 2007.

A cidade tem uma vida cultural de se destacar. Há diversas opções de atividades, locais de cultura e eventos ao longo do ano.

Teatro Municipal
Inaugurado em 1914 sendo restaurado e transformado em Centro Cultural da Região. Tombado pelo CONDEPHAAT. Possui capacidade para cerca de 760 pessoas.

Museu Histórico e Pedagógico Armando Salles Oliveira
Construção de 1870, possui acervo histórico. Pertence à prefeitura.

Museu de Arte Sacra da Diocese
Possui um acervo rico em paramentos dos séculos XIX e XX, em tecidos bordados á ouro e prata. Imagens em madeira do século XVIII, objetos religiosos, pinturas e mobiliário da época.

Espaço Cultural Fernando Arrigucci
Antiga Estação Ferroviária

Centro Cultural Pagu
Abriga a Biblioteca Municipal Jaçanã Altair com acervo completo de jornais, revistas, biblioteca infantil, sala de leitura de periódicos, gibiteca, mapoteca, grande quantidade de livros para pesquisa e leitura. Além do núcleo de informática Acessa São Paulo. O nome do Centro Cultural homenageia a escritora sanjoanense Patrícia Rehder Galvão (Pagú).

Casa do Artesão

Junto ao Centro Cultural também está a Casa do Artesão, onde vários artesãos da cidade expõem e vendem seus mais variados trabalhos.

Papyrus Livraria
Oferece inúmeras atividades: Café literário, Exposições de Obras de Artes, Tabuleiro de xadrez para o público em geral, além de ser livraria.

Cine Ouro Branco
Hoje uma das maiores salas de cinema do Brasil, com 920 lugares.

Hotéis e Pousadas em Guarujá

Hotel Praia do Pernambuco

Fone: 1333537452
E-mail: contato@hotelpraiadopernambuco.com.br
http://www.hotelpraiadopernambuco.com.br

Pousada da Morena

A Pousada da Morena fica em Camburi no litoral norte de São Paulo, na região de Maresias, na cidade de São Sebastião, a 150km do centro de São Paulo SP(km 166 da rodovia Rio Santos)
Fone: 12 3865 3995
E-mail: pousadamorena@gmail.com
http://www.pousadadamorena.com.br


Atrativos Turísticos de Guarujá

A Ilha de Santo Amaro é um verdadeiro paraíso natural.

Praias, florestas, manguezais, montanhas, em um paraíso tropical cercado de infra-estrutura por todos os lados.
Com fauna e flora colorida e diversificada, Guarujá possui redutos ecológicos que abrigam espécies preservadas de extinção.

Passeios de barco, caminhadas em trilhas em meio à Mata Atlântica, vôo livre, bicicross, rafting, rapel, técnicas verticais, canoagem podem ser a pitada de emoção que falta para quem quer colocar um pouco mais de aventura na sua vida.

Ecologia, Praias, Fortes, comércio, badalação, Mata Atlântica… siga os passos a seguir e bom proveito!

Trilha da Prainha Branca – Na região do extremo leste da Ilha, área mais conhecida como Rabo do Dragão (o formato da Ilha lembra um grande Dragão Alado), existe uma grande reserva ecológica, em meio à Serra do Guararú, que é tombada pelo CONDEPHAAT.

As praias são o forte da Cidade do Guarujá, Ilha de Santo Amaro. São as mais bonitas do litoral de São Paulo, ao menos é o que dizem seus moradores e freqüentadores.


Praia do Congava ou Sangava

Situada na saída da Baía de Santos, no sudoeste da ilha, é uma praia totalmente deserta com areia fofa e grossa, com mais de 300m de extensão. É uma praia de águas calmas e claras, porém afunda rápido (de tombo). Nas pedras, há algumas piscinas naturais e alguns trampolins. O visual da praia é fantástico, com vegetação nativa e algumas pedras na areia que dão um toque primitivo na praia. O acesso é feito por trilha, através da Praia do Góes, ou por barco

Praia de Santa Cruz dos Navegantes

Localizada a sudoeste da ilha, esta praia era, até há pouco tempo, desconhecida até mesmo dos moradores da cidade. Com a abertura de uma estrada para o bairro, o turista acabou descobrindo um outro ponto turístico do Guarujá. Com 650 metros de extensão, é uma praia pequena e rústica, com uma colônia de pescadores. O acesso é feito por barcos que partem da Ponte dos Práticos, em Santos, ou pela estrada Santa Cruz dos Navegantes (Guarujá). Sua principal atração é a Fortaleza da Barra Grande, construída em 1585 para servir como defesa para a cidade, e um dos mais importantes monumentos históricos do Guarujá.

Praia do Góes

Possui 250 metros de extensão e é formada por uma colônia de pescadores. Trata-se de uma pequena ilha de águas mansas. O acesso é feito por barcos que partem da ponte dos Práticos em Santos ou por uma trilha (grau de dificuldade médio, cerca de 20 minutos de duração) que parte da Praia Santa Cruz dos Navegantes (junto à Fortaleza de Santo Amaro da Barra Grande). Seu chão é coberto de conchas que só são encontradas lá. Por ser de difícil acesso garante a sua preservação.

Praia Saco do Major

Uma praia linda e deserta, com 400m de extensão, cercada de morros com vegetação da Mata Atlântica, mar sem correntes, porém com ondas fortes e declive. Uma das mais distantes da cidade, cerca de uma hora de caminhada da Praia do Guaiúba. O acesso é feito por uma trilha difícil, estreita, com uma forte subida, através da praia do Góes.

Praia do Guaiúba

Localizada no sul da ilha, é uma das sete praias mais visitadas por turistas no verão. Com a rua da praia fechada para o tráfego, é uma praia tranqüila, protegida por dois costões, com mar calmo, ondas fracas, sem correntes e areia dura, fina e clara. É considerada uma das melhores e mais belas praias do Guarujá. A Praia do Guaiúba tem 790m de exuberância natural e durante muito tempo foi o paraíso dos turistas de finais de semana. O acesso se dá logo após a entrada para o Forte dos Andradas. É uma praia rodeada por condominios e casas de veraneio cortadas por ruas de terra, com um aspecto um pouco mais intocado que o resto da orla. Por ser pequena e cercada por morros, fica apinhada de gente na alta temporada.

Praia do Monduba ou Artilheiro

São 400m de uma praia de areias finas e brancas e águas em permanente tom de esmeralda, localizada na área militar do Forte dos Andradas. Somente é permitida a visitação de turistas para a realização de passeio ecológico com acompanhamento de guias. O acesso pode ser efetuado mediante autorização prévia do Exército. Fone 13 3354 2889.

Prainha de Fora ou Moisés

Pequenina praia com 50m de extensão, de águas calmas, com acesso somente por barco.

Praia do Bueno

Praia com 120m de águas calmas, onde se localiza o Forte dos Andradas. De área militar, o acesso da praia é efetuado mediante autorização prévia para passeios ecológicos, somente com acompanhamento de guias do Forte. Fone 13 3354 2889.

Praia do Tombo

Casas de veraneio e prédios de no máximo três andares tomam lugar dos altos edifícios. Com 860m de extensão, areia fina, branca e fofa, mar forte, fundo e algumas vezes perigoso, com buracos e correnteza, a praia se destaca por ser um dos grandes templos do surfe do país. De lá, já surgiram grandes nomes do surfe nacional. Foi também um dos primeiros lugares onde o esporte foi praticado no Brasil, sendo o berço do surfe paulista.

Seu nome deriva-se de sua conformação geológica. Possui um mar bravo e provoca tombos inesperados. Segundo lendas da região, o mar se revoltou porque escravos eram aprisionados em grutas existentes nas encostas do morro.

Em frente a essa praia está a Ilha da Moela, com o Farol da Moela, construído em 1836.

Praia das Astúrias

Com 1.100m de extensão de praia de areias claras e mar calmo, tem como principal característica os barcos de pescadores e as barracas de venda de pescados, localizadas no final da praia. Separada de Pitangueiras por um costão de pedras, é uma espécie de prolongamento natural da primeira, em menor escala. É uma das praias mais charmosas do Guarujá, bastante badalada e frequentada por turistas. Da Ponta das Galhetas pode-se visualizar as praias de Pitangueiras e Enseada e também praticar a pesca.

Praia das Pitangueiras

Com 1.800m de extensão, é a praia central do Guarujá, muito disputada pelos banhistas na temporada, e onde deu-se o desenvolvimento inicial da ilha. É o local de maior concentração de turistas, em razão do seu comércio. Assim como sua vizinha Astúrias, possui enormes edifícios ao longo de sua orla. Tem areia grossa, clara e fofa e mar aparentemente tranqüilo e plano, porém um pouco traiçoeiro, com ondas boas para prática do surfe, junto ao Morro do Maluf, onde pode-se ver o espetáculo das ondas batendo violentamente contra o muro que sustenta a rua. Também é um bom lugar para a pesca. Subindo pela rua do Morro do Maluf, pode-se ter uma bela vista da praia da Enseada. No calçadão ficam os restaurantes, bares e o shopping La Plage. No final da praia há o Morro Sobre as Ondas, onde as águas são calmas e convidativas ao banho de mar.

No centro da cidade há uma grande quantidade de sorveterias, lanchonetes e barzinhos, além do sofisticado comércio de roupas de verão. Há também uma feirinha de artesanato. O comércio funciona durante todo o ano, porém a cidade fica deserta entre março e novembro, com exceção dos feriados.

Praia da Enseada

É a primeira praia ao norte de Pitangueiras, separada desta pelo Morro do Maluf, sendo a praia mais extensa da Ilha de Santo Amaro, com 5.650 metros, areia branca e fofa e mar tranqüilo e plano. Sua costa não possui edifícios, devido à lei de zoneamento da cidade, que impede a construção de edifícios com mais de cinco andares. Totalmente urbanizada, apresenta uma boa estrutura de lazer, inúmeros bares, quiosques, restaurantes e casas noturnas, além das tradicionais mansões de veraneio.

É na Praia da Enseada que, durante a temporada, acontecem os eventos esportivos patrocinados por empresas, com uma frequência muito grande de turistas, pois é onde se encontra a maioria dos hotéis. A vida noturna é movimentada atraindo gente de todas as outras praias do município. Durante os meses de verão, uma série de barzinhos, lanchonetes e quiosques estão abertos, principalmente nas imediações da rua Argentina e do Casa Grande Hotel, na região conhecida como Postinho, onde está concentrado quase todo o comércio da Enseada e é a região mais cheia. À tarde, passear pelo calçadão da orla da praia é uma atração.

Logo no seu início destaca-se o Morro da Campina, mais conhecido como Morro do Maluf, com vista panorâmica do Guarujá; no final da praia, a Ponta do Tortuga, muito procurada pelos adeptos dos esportes náuticos, como jet-skis e iatismo. A maior parte das pessoas se concentra entre o começo da praia, no Morro do Maluf e a região da Brunella (antigo centro da Enseada). Seguindo para o leste, passando da Brunella, entra-se numa região só de casas, onde a praia fica mais deserta.

Praia do Éden

Uma das mais belas praias da cidade e um dos últimos recantos preservados do Litoral Paulista. Com 100m de extensão, a Praia do Éden está encravada no meio de rochedos, possui areia clara, fofa e grossa, e um mar verde-azulado em declive (de tombo), sem correntes e com ondas fortes quebrando na beira. Ainda sem grande afluência de banhistas, está localizada depois do Morro do Sorocotuba (Reserva Ecológica do Sorocotuba), entre a Praia da Enseada e do Pernambuco. O acesso pode ser feito de carro ou moto e depois descer por uma trilha até a praia. Possui um bar mantido por um dos primeiros moradores do local.

Praia do Sorocotuba

Com 100m de extensão, está localizada após o Morro do Sorocotuba, entre as praias da Enseada e do Pernambuco, dentro de um condomínio fechado com vários prédios. O acesso para a praia é controlado pelo condomínio . O acesso ao morro pode ser feito de carro, mas é necessário descer uma trilha para chegar à praia, considerada uma das mais belas da cidade.

Praia do Mar Casado

Recebeu este nome porque, quando a maré sobe, acontece a junção com a Praia do Pernambuco, originando o que chamamos de mar casado. Trata-se de uma praia criada pela formação de uma baía. Possui 400 metros de extensão e encostas rochosas de uma beleza inigualável. A maré alta encobre o acesso até a Ilha do Mar do Casado, que faz com que aconteça o fenômeno do encontro das águas das duas praias.

Praia do Pernambuco

Localizada após a Praia do Mar Casado, a leste da Ilha de Santo Amaro, é uma das mais belas e bem freqüentadas praias do Guarujá. É uma praia com pouco mais de 1500 metros, que podemos considerar como se fossem duas, com características bem diferentes: uma, com aproximadamente 1000m de extensão, possui ondas fortes, sendo uma atração para os surfistas. A outra, de aproximadamente 500m, apresenta águas calmas, adequadas para crianças e adultos. Quando a maré sobe, as duas praias se encontram, dando origem à Ilha do Mar Casado, que pode ser alcançada caminhando-se com a água pela canela. Possui areia solta, fina e clara e um mar de ondas medianas a fortes, ocasionalmente impróprio para banho devido a ondas mais fortes. Boa para prática de surfe, bodyboard, caiaque e vela.

A Ilha do Arvoredo, localizada bem em frente, foi escolhida pelo cientista brasileiro Fernando Lee para suas pesquisas (energia solar, psicultura, genética vegetal, criação de aves de outras partes do mundo), sendo que não é possível a visitação pública. Próximo à Praia de Pernambuco foi encontrado o primeiro sambaqui da região, com restos arqueológicos datados de cerca de 2.500 a.C. Encontram-se aí também residências projetadas por famosos arquitetos, sendo uma das praias mais sofisticadas da cidade.

A praia é muito conhecida pela freqüência de artistas e ponto de parada das embarcações de passeio, e fica bastante movimentada nos finais de semana. Ainda relativamente tranqüila, graças à lei que impede a construção de qualquer tipo de prédio na praia, é um lugar simples, com coqueiros na orla, mas que esbanja classe e bom gosto. Quem quiser, pode conhecer as piscinas naturais formadas nas pedras à direita da praia.

Praia do Perequê

Com 2.200m de extensão, acolhedora e muito popular, é muito conhecida pelos restaurantes que comercializam grande variedade de pratos à base de frutos do mar, procurados por turistas e veranistas. É considerada o reduto dos pescadores, onde podemos encontrar o autêntico caiçara de nosso litoral. O rio do Peixe, que é um belo cartão postal da praia, está totalmente despoluído e suas margens possuem vegetação nativa, de um lado, e areia e casas simples do outro. O rio desemboca calmamente no mar, e o turista poderá apreciar um cenário bucólico e tranqüilo, ver a puxada de rede e logo após saborear uma variedade de frutos do mar. Há um terminal turístico para ônibus de excursões.

É nesta praia que também se encontra a Capela dos Escravos, na Fazenda Perequê, e é realizada, em 29 de Junho, a Procissão Marítima no dia de São Pedro.

A Praia do Perequê é mais uma opção para quem quer tomar uma cervejinha e petiscar uma porção de camarão frito, ou como ponto de partida para quem quer se aventurar em um passeio de barco pela costa do município. Nos fins de semana, o grande point são os shows do Restaurante Avelinos.

Praia de São Pedro

É uma praia extensa, com 1400m de extensão, de areia fofa e branca e mar agitado com ondas de forte arrebentação, ideais para surfe (considerada a melhor formação do Guarujá), e com muita vegetação da Mata Atlântica. O acesso à praia é controlado por um condomínio fechado, podendo ser feito a pé pela Estrada Guarujá-Bertioga, distante 4 km, ou por barco. No caminho há uma série de casas e mansões sofisticadas, algumas delas de grandes personalidades brasileiras e mundiais. A praia é belíssima e costuma estar deserta.

Praia das Conchas

É uma pequena praia de águas calmas, com cerca de 50m de extensão, protegida por uma seqüência de pedras que faz com que seja quase que uma lagoa. Tem areia grossa e fofa e no seu canto esquerdo, a água do mar fica presa numa imensa rocha, formando uma piscina de água quente natural. Está localizada dentro do loteamento Iporanga, com acesso dificultado pelo condomínio, a 4 km da estrada Guarujá-Bertioga.

Praia do Iporanga

Iporanga é uma praia de 800m, que leva o nome do condomínio fechado ao qual pertence, o mais sofisticado condomínio de casas do litoral paulista, e o caminho mais curto entre a rodovia Guarujá-Bertioga e a praia. Porém, não é permitida a entrada de veículos e turistas, sendo somente possível chegar à praia por barco ou passeio de escuna. Está localizada a 4 km da estrada Guarujá-Bertioga, no km 18,5, e a 25 km do centro da cidade.

É uma praia pequena e selvagem de areia batida, dura, fina e escura, mar tranqüilo e plano, com ondas moderadas e de muita vegetação nativa da Mata Atlântica, numa baía recortada de águas claras, e possui a mais bela cachoeira da região, que forma uma piscina natural.

Praia do Pinheiro ou Taguaíba

Com 700m de extensão, localizada logo após a praia do Iporanga, é uma enseada cercada de morros com pedras nas pontas e formações rochosas, com mar forte, perigoso e areia fina, batida e dura. O acesso à praia pode ser feito pelo condomínio de Taguaíba, ou atravessando pelas pedras a partir da praia de Iporanga, ou através de barco, a partir da Praia do Perequê e do Pontão do Bertioga

Praia do Camburi

A Praia do Camburi é uma estreita faixa de areia de 400m de extensão, rústica e rica em vegetação nativa da Mata Atlântica. Mar de ondas moderadas e fortes, boas para surfe. O acesso é feito por trilha (40 min.) a partir da Praia Preta ou pelo mar. É uma pequena praia onde há um rio e uma casa de um morador antigo da região. A areia é muito fofa e grossa e o mar tem ondas fortes arrebentando na beira da praia. As pedras à direita da praia são um bom lugar para mergulho. Esta é a mais desconhecida das praias do Guarujá.

Praia Preta

Uma pequena enseada de 200m de extensão de beleza selvagem e cercada de morros com densa vegetação da Mata Atlântica, a Praia Preta possui areia dura e escura e mar perigoso, cheio de pedras, com ondas fortes, boas para surfe. Seu acesso é difícil, através da costeira rochosa feita a partir da Praia Branca, ou via maritima através do pontão de Bertioga. É uma das praias mais desertas da ilha.

Praia Branca

Localizada ao lado do Ferry Boat que faz a travessia para Bertioga, no extremo leste da Ilha de Santo Amaro, seu acesso dá-se por barco ou por uma longa trilha a partir do final da estrada Guarujá-Bertioga. Circundada por morros com rica vegetação de Mata Atlântica, é uma praia extensa, com mais de 1350m, de areia clara, ondas fortes e correntes traçoeiras do lado esquerdo, e mar calmo e tranquilo do lado direito, devido à proximidade de uma pequena ilha, que pode ser alcançada a pé. Nesta praia situa-se uma antiga colônia de pescadores. Há algumas barracas na praia que vendem peixe frito com cerveja. Para quem quer acampar, é a melhor opção, com diversos campings e uma paisagem rústica cercada de muita natureza e longe da civilização.

Circuito dos Fortes

Fortaleza de Santo Amaro da Barra Grande

Essa fortificação, também conhecida como Fortaleza da Barra, Fortaleza da Barra Grande, Fortaleza de São Miguel e Fortaleza de Santo Amaro e Santos, localiza-se entre as praias do Góes e Santa Cruz dos Navegantes, na Ilha de Santo Amaro, no município de Guarujá. Foi erguida durante a unificação dos governos português e espanhol (1580-1640), mais precisamente em 1584, mediante projeto de Giovanni Battista (Juan Bautista) Antonelli, arquiteto militar que acompanhava a esquadra espanhola do almirante Diogo Flores Valdez. Sua posição estratégica foi ocupada um ano antes, em 1583, após ação militar vitoriosa do vedor e contador da armada Andrés Eguino (Higino), contra os navios do corsário inglês Edward Fenton. Seu primeiro comandante, o Capitão Luiz da Costa de Siqueira, só foi nomeado em 1702, 118 anos após sua fundação.

Forte dos Andradas

Esse complexo bélico está situado em Guarujá (Ilha de Santo Amaro), no Morro do Monduba, na costa voltada para o mar, na Praia do Guaiúba, em extensa área de preservação ambiental da Mata Atlântica. Projetado, em 1934, pelo Tenente-Cel de Engenharia João Luiz Monteiro de Barros, foi o último a ser construído no Brasil, sendo concluído em 1942, na época da Segunda Guerra Mundial. Ocupa uma área de 2,1 milhões de m² e foi edificado escavando-se e encravando-se túneis com diversas galerias nas rochas do morro, com o objetivo de ocultar as instalações dos canhões de tiro curvo (obuses). O local onde está edificado foi chamado originalmente pelos índios e caiçaras de Monduba, uma corruptela de Mônduba, ruído barulhento provocado pelo choque estrondoso das ondas nos penhascos. O Forte dos Andradas recebeu esse nome em homenagem aos defensores da Independência – irmãos Andradas: José Bonifácio, Antônio Carlos e Martim Francisco.

Fortaleza de Itapema

É o único monumento histórico-militar situado no município de Guarujá, constituindo-se numa das mais antigas edificações do Brasil. Construída, no século XVI, com a finalidade de defender o porto da Vila de Santos, está localizada a poucos metros da estação das barcas do Distrito de Vicente de Carvalho. Praticamente inexistem registros sobre a data de sua construção. Supõe-se que já existisse na metade do século XVI e, em 1638, o Comandante Torquato Teixeira de Carvalho mandou reconstruí-la. Foi armada com oito peças de artilharia. Era a terceira muralha fortificada construída na região. O historiador José da Costa e Silva Sobrinho informa que o nome original era Fortim do Pinhão de Vera Cruz.

Forte São Luiz

Localizado na Ponta da Baleia, no município do Guarujá, no extremo norte da ilha de Santo Amaro, denominado Rabo do Dragão, onde primitivamente existia uma paliçada para defesa contra os ataques indígenas, o Forte pode ser visto seguindo a estrada Guarujá-Bertioga, a 27 Km do centro da cidade de Guarujá.

Foi reconstruído pelo Morgado de Matheus, na segunda metade do século XVIII. Tinha o objetivo de defender o Canal de Bertioga, em conjunto com a artilharia do Forte São João.

Pode-se descrevê-lo como um baluarte de pedra, uma casa fortificada para abrigar material pirobalístico (pólvora e munição), voltada para o Canal, na ponta norte da Ilha de Santo Amaro (Guaíbe-Guarujá), defronte à Bertioga, próximo ao local onde o Capitão Jorge Ferreira mandou construir, em 1557, o Forte de São Felipe. Fonte para saber mais…

Guarujá

Guarujá

Guarujá

Fundada em 02 de Setembro de 1.893, como empresa balneária, Guarujá, contava com um hotel, um cassino e 50 chalés. Passou à Prefeitura Sanitária de Guarujá em 1.926 e somente em 30 de junho de 1.934 conseguiu completa autonomia, pela lei dos Municípios.

O Município de Guarujá encontra-se localizado no Estado de São Paulo, na região de Santos, litoral do estado. São seus limites o Município de Santos, do qual o separa o Canal de Bertioga, e o Oceano Atlântico. Situa-se na Ilha de Santo Amaro, a qual ocupa integramente e dista 82 quilômetros de São Paulo.

Com clima Intertropical – Quente e úmido, Guarujá tem temperaturas entre 10º C e 38º C. A sede municipal está a uma altitude média de 2,00 metros acima do nível do mar.

Para quem vem pelo mar, Guarujá está na 23º latitude sul, 46º15 longitude Oeste.

A área do Município de Guarujá é constituída pela Ilha de Santo Amaro, banhada a oeste pelo estuário de Santos, ao norte pelo canal de Bertioga e ao sul e leste, pelo Oceano Atlântico.

Guarujá Asturias

Guarujá Asturias

O relevo da Ilha de Santo Amaro é decorrência de sua situação geográfica. Sob este ponto de vista, toda a Baixada Santista é constituída por um embasamento cristalino de idade pré-devoniana e por uma cobertura sedimentar cenozóica.

Assim, basicamente é constituída por regiões acidentadas, onde aflora o embasamento cristalino e plantas nas áreas de sedimentação. Como as áreas urbanas desenvolveram-se nas áreas planas, pode-se afirmar que tanto o Guarujá como Vicente de Carvalho, apresentam uma topografia plana, com pequenas diferenças de cota entre os pontos altos e os baixos. Muitas de suas áreas foram conquistadas aos mangues, através de aterros.
Segundo o censo/2000, a população fixa da Ilha de Santo Amaro é de 265.155 habitantes. Deste total, 136.830 pessoas residem no distrito de Vicente de Carvalho e 128.325 em Guarujá.

Agências de Turismo em Barueri

Megtur Agencia de Viagens e Turismo

Avenida Mirim, 56
Aldeia da Serra
Fone: 11 41923000
E-mail: megtur@megtur.com.br
http://www.megtur.com.br


Barueri

Barueri é um município do estado de São Paulo, na Região metropolitana da capital, microrregião de Osasco.

Barueri significa “Flor Vermelha que Encanta” na língua Tupi-guarani. Segundo historiadores, o primeiro povoamento na região que viria a ser Barueri foi fundado em 11 de novembro de 1560 pelo padre José de Anchieta com o estabelecimento da Capela de Nossa Senhora da Escada–hoje, padroeira do município. A Aldeia continuou crescendo, chegando a povoado e depois, em 1809, a categoria de freguesia. Em 1870 iniciou-se a construção da Estrada de Ferro Sorocabana, e em 1875, com a inauguração do primeiro trecho, Barueri ganhou sua estação ferroviária, tornando-se importante entreposto de cargas, rota obrigatória na ligação da Capital São Paulo com Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus.

Pertencente ao Município e Comarca de Santana de Parnaíba, Barueri crescia a olhos vistos, suplantando a pacata e bucólica Parnaíba.

O espírito autonomista não tardou a surgir entre os cidadãos e o movimento emancipacionista ganhou vulto, culminando com a criação do Município de Barueri pela lei número 233, de 24 de dezembro de 1948, sancionada pelo então Governador do estado Adhemar de Barros.

O Governo Municipal e a primeira Câmara de Vereadores fora instalada a 26 de março de 1949. Finalmente, em 8 de dezembro de 1964 a lei que instalou a Comarca de Barueri é promulgada.

São José dos Campos

Maior cidade do Vale do Paraíba, São José dos Campos tem um moderno complexo industrial, além de centro maior de pesquisa em alta tecnologia do Brasil. Aviões exportados para os cinco continentes e satélites que ajudam a monitorar os vastos recursos naturais de país, sede de importantes empresas industriais com destaque para o setor automobilístico, aeroespacial, eletroeletrônico e de telecomunicações.

Segundo a ONU, São José dos Campos está entre as 25 cidades do país com melhores condições de se viver. O município possui uma extensa área verde com parques, reservas ecológicas e regiões alpinas. Mas de 60% do território do município é considerada área de proteção ambiental (APA). São José é de interesse turístico do Estado, título outorgado pela Secretaria de Esportes, Lazer e Turismo.

Todos os fatores econômicos e culturais colocam São José dos Campos como importante centro comercial de uma região com cerca de dois milhões de habitantes, formada pelo Vale do Paraíba, Litoral Norte, Serra da Mantiqueira e Vale Histórico.

São José possui dois distritos administrativos: São Francisco Xavier e Eugênio de Melo. O primeiro oferece muitas opções de passeios ao ar livre, sendo sua área total de 322 km² e possuindo uma população aproximada de três mil habitantes (sede e zona rural).
Seu território é quase totalemente uma APA (Área de Preservação Ambiental) e abriga inúmeros animais como jaguatirica, paca, capivara, esquilo, cobras, lagarto e o famoso muriqui. Possui lindas cachoeiras como: Pedro David, das Couves, do Roncador, entre outras.

O acesso ao distrito é feito por estrada asfaltada a partir de São José dos Campos, acessando a SP 50 em direção ao município de Monteiro Lobato. O distrito fica a 59 quilômetros do centro de São José dos Campos.

Já Eugênio de Melo, localizado a leste de São José dos Campos, é altamente industrializado concentrando grandes industrias de São José dos Campos como a General Motors, Ericsson, Amplimatic, Heatcraft, Embraer, Orion e outras menores.

Hotéis e Pousadas em Tremembé

Chácara Maria da Graça
Avenida Agostinho Manfredini, 1144
Fone 12 3672 1399

Pousada Fazenda Maristela
Rodovia Sp-123 – Km.17
Fone 12 3672 4104


Atrativos Turísticos em Tremembé

Sitio do Pica Pau Amarelo

A fazenda produtora de café São José do Buquira, conhecida como “Chácara do Visconde” foi construída entre 1860 e 1865, propriedade do Visconde de Tremembé, José Francisco Monteiro, avô do escritor José Bento Monteiro Lobato.

A paisagem do local é formada por árvores frutíferas, cafezais, pastos e matas, casarão colonial, tulha e cocheira. Neste local nasceu Monteiro Lobato, que perdeu os pais muito cedo e foi educado por seu avô.


A chácara foi o cenário vivenciado pelo menino Monteiro Lobato, que já imaginava o futuro Sítio do Pica-Pau Amarelo e suas histórias que posteriormente quando adulto, possibilitou a criação dos famosos personagens pedrinho, Emília, Narizinho, Vovó Benta e Tia Anastácia.

Hoje, o sítio de 20.000 m² que deu origem ao bairro Chácara do Visconde, é formado pelo Museu Histórico e Pedagógico, com biblioteca e toda a literatura infantil de Monteiro Lobato, exposição iconográfica da vida e obras, salas de exposições de artistas plásticos populares e regionais, além da agradável área verde com mangueiras e jaqueiras centenárias, entre outras árvores. Os personagens de Monteiro Lobato animam crianças e adultos com suas representações teatrais.

Principais Eventos:

Semana Monteiro Lobato: mês de abril
Festa do Jeca: mês de julho
Semana da Criança: 12 de outubro