Sombrio

A sombra das figueiras, que refrescava o descanso dos tropeiros, deu nome ao município, que conta com 23 km de balneários.

Sombrio foi fundada em dezembro de 1953, com colonização de portugueses, italianos e alemães, contando hoje com 23 mil habitantes.

Localizada no Extremo-Sul, na microrregião de Araranguá, Sombrio está a 244km de Florianópolis, 10 m de altitude, tem na aropecuária a sua base econômica.

Além de Araranguá, está nas proximidades de Santa Rosa do Sul, São João do Sul e Passo de Torres.

Por volta de 1723, os tropeiros que saíam de Laguna com destino a Viamão, no Rio Grande do Sul, buscavam descanso sob as imensas figueiras do litoral catarinense, ainda habitado pelos índios carijós. Na época, esse era o único caminho até Viamão e, apesar de muitos viajantes pararem à sombra das árvores para descansar – daí o nome da cidade –, somente em 1820 surgiu o vilarejo que deu origem a Sombrio.

O primeiro a se interessar pelas terras da região foi o historiador francês Saint-Hilaire, que estudou a origem dos primeiros habitantes de Araranguá. Pesquisou solo, fauna, flora e a cultura dos índios carijós. Sua expedição despertou a curiosidade de dois irmãos portugueses, os imigrantes Manoel e Luciano Rodrigues. Eles adquiriram sesmarias no lugar, mas a colonização só prosperou 10 anos depois, quando outro português, João José Guimarães, instalou-se definitivamente com a família às margens de um grande lago, a hoje denominada Lagoa Sombrio.
Após a Guerra do Paraguai, imigrantes alemães e italianos chegaram de outras localidades. Em abril de 1880, Sombrio passou a pertencer a Araranguá e, em 30 de dezembro de 1953, emancipou-se.

One thought on “Sombrio

Deixe uma resposta