São José do Norte

São José do Norte está no sul do Estado, na ponta do estreito que separa a Lagoa dos Patos do Mar, divisando a cidade de Rio Grande do outro lado da margem do canal da barra.

São José do Norte tem 25 mil habitantes, está a 3m de altitude e 310 Km de Porto Alegre, seguindo pela BR 392. O trajeto pela BR 101, embora muito belo, é impróprio para a maioria dos veículos pois não está pavimentado. É a chamada estrada do inferno que liga Palmares do Sul à São José do Norte.

São José do Norte é uma cidade rica em tradições históricas, com vestígios da passagem dos índios Carijós, seus primeiros habitantes. Por sua posição estratégica, figurou por duas vezes na história do Brasil, como fator de unidade nacional.

No período de 1763 a 1776 quando, por quase 13 anos, São José do Norte serviu de Trincheira da Nacionalidade, resistindo e impedindo o avanço dos espanhóis, até a expulsão do incômodo invasor.

A segunda passagem histórica aconteceu em 16 de julho de 1840, quando na ruas da Vila Invicta, os farrapos de Bento Gonçalves foram repelidos pela tropa legalista comandada pelo coronel Antônio Soares de Paiva na mais sangrenta batalha da epopéia farroupilha.

Os habitantes de São José do Norte orgulham-se dos visitantes ilustres que por lá passaram, entre eles Dom Pedro I e Dom Pedro II, e das personalidades, como o Almirante Tamandaré e a poetisa Delfina da Cunha, que nasceram nessas terras.

Colonizada por casais de açorianos, foi ali que o governo de São Paulo, antes do povoamento do território gaúcho, determinou a instalação de um posto de vigilância para impedir o avanço de conquistadores espanhóis.

Hoje o município de São José do Norte é reconhecido também pelo cultivo da cebola, que figura como sua principal atividade econômica.

Deixe uma resposta