Santa Rosa de Lima

Localizada no sul de Santa Catarina, na Encosta da Serra, Santa Rosa de Lima já foi a cidade com menor população do Brasil. Fundada em 10 de maio de 1962 e contando com cerca de 10 mil habitantes, teve sua base de colonização feita por alemães.
Está a 120 Km de Florianópolis de onde se pode vir pela SC 282 até o município de Rancho Queimado, a partir do trevo para esta cidade, são 58 Km pela SC 407. Este trecho da ligação é em estrada de terra onde se deve transitar com cuidados redobrados, porém a paisagem ao longo do caminho nos reserva grandes belezas. Para quem vem do sul, sai da BR em Tubarão, seguindo pela SC 438 até Braço do Norte, então, dirigindo-se pela rodovia de acesso a Rio Fortuna. Em seguida são mais 16Km até Santa Rosa de Lima.


O município está a 240 m do nível do mar e tem um clima temperado com média anual de 18ºC.

Cidades próximas: Rio Fortuna, Anitápolis, Grão-Pará, São Martinho, Braço do Norte.

A colonização de Santa Rosa de Lima teve seu início na passagem do Século XIX para o Século XX. Os primeiros moradores foram os açorianos e alemães, chegaram por estes vales abrindo picadas no mata com foices e machados. A partir de 1920 os alemães predominaram. Cerca de 75% das famílias eram e são dessa etnia. Trabalhavam na agricultura que era diversificada e 90% sustentável. Naquela época, a estrutura familiar era relativamente numerosa. A maior parte dos casais tinha em torno de 10 filhos. O trabalho era coletivo tanto em casa quanto na roça. O convívio aproximava os familiares em reunião na hora do dito jantar ao meio dia (hoje almoço) e na ceia à noite (hoje jantar).

Santa Rosa de Lima – Capital da Agroecologia – é perfeita para quem procura por aventura e sossego, banhos em água termominerais, trilhas ecológicas repletas de cachoeiras e riachos, rafting nas corredeiras do Rio Braço do Norte, produção agroecológica, cafés coloniais e pequenas pousadas, tudo isso em perfeita harmonia com a natureza. O potencial das águas termais, desperta nova fonte de renda, que aliado aos demais atrativos do município, tornam Santa Rosa de Lima inesquecível.

A proposta da Acolhida na Colônia é bem diferente: trata-se do agricultor que acolhe. Se você deseja encontrar e conviver com pessoas, descobrir o meio ambiente, compartilhar com os agricultores os seus conhecimentos sobre o processo de transformação de uma semente em alimento, enfim, você é o turista que buscamos! Somos uma associação integrante da Rede Accueil Paysan (França). A proposta é agrupar agricultores de todos os cantos do mundo e desta forma fortalecer a agricultura familiar e agroturismo ecológico. Visite nosso site e faça as malas! www.acolhida.com.br.

O Turismo de Aventura surgiu do ecoturismo, na verdade, foi uma junção dos esportes de aventura com a prática de atividades na natureza e consiste em atividades e viagens ambientalmente responsáveis com visitas a áreas naturais, relativamente sem distúrbios, para desfrutar e apreciar a natureza – juntamente com as manifestações do passado e de presente que possam existir. Ao mesmo tempo, promove a conservação, proporciona baixo impacto pelos visitantes e contribui positivamente para o envolvimento socioeconômico ativo das populações locais. A adoção do Ecoturismo e do Turismo de Aventura como um mecanismo de educação ambiental é um fator relevante. Através deste segmento do turismo é possível conscientizar os turistas do quão é importante a preservação dos recursos naturais, da conservação da cultura dos povos. Em Santa Rosa de Lima o turista pode praticar Turismo de Aventura, através de atividades como o rafting, trekking, rapel.

No campo da cultura temos como destaque a Gemuse-Fest criada em 1990 e as festas de padroeira das comunidades, sendo a festa de Santa Rosa de Lima a principal, realizada no último fim de semana de Agosto. A partir da realização da Gemuse-fest, surgiu a Associação Cultural de Santa Rosa de Lima. Fundada em 1997, a Associação desenvolve trabalhos no campo de dança e música. Este trabalho constitui novas entidades: Grupo de Dança Típica Alemã, Wasserthal Volkstanzgruppe (Grupo de Dança Alemã Vale das Águas), atuando em 4 categorias: mirim, infanto-juvenil, adulto e 3ª Idade. A Banda marcial de sopro Santa Rosa de Lima também é uma atração nas apresentações regionais, composta por 18 músicos, tem em seu repertório as principais músicas populares brasileiras

O município apresenta traços marcantes das danças, costumes e comidas típicas herdados dos primeiros colonizadores – os alemães e açorianos. O Gemüse – nome de um prato típico alemão feito à base de batata, couve e carne de porco – empresta seu nome à principal festa do município, o Gemüse Fest que é realizada em Santa Rosa de Lima no mês de Maio, de dois em dois anos (ANOS PARES). A arquitetura tipicamente alemã das casas e construções é uma atração à parte compondo o ambiente das pousadas e paisagens. Outros destaques são as diversas histórias da época da colonização contadas por antigos moradores aos visitantes. Os atrativos culturais e a beleza natural da região fazem do município um ponto de parada obrigatória para todos aqueles que buscam a paz e tranqüilidade que só o campo pode oferecer. O desenvolvimento da produção agrícola isenta de agrotóxicos ou qualquer adubo químico proporcionou ao município o título de capital da Agroecologia.

Deixe uma resposta