Palhoça

As praias da Pinheira e do Sonho, a Guarda do Embaú, a Enseada do Brito e o Parque da Serra do Tabuleiro são apenas alguns dos atrativos dessa tímida e bela cidade, miscelânea de costumes, festas e etnias.

É na agricultura e pesca. A cidade é grande produtora de mariscos, ostras e camarões, além de ser um dos maiores pólos de criação de escargots do Brasil. Destaca-se também a produção moveleira e o intenso comércio.

Com 102 mil habitantes com origem açoriana, clima temperado, com temperaturas médias entre 18ºC e 27ºC, Palhoça est[a situada na Grande Florianópolis.

Cidades próximas: Florianópolis, Tijucas, Antônio Carlos, São José, Biguaçu, Santo Amaro da Imperatriz, Águas Mornas, Rancho Queimado, Angelina.

Palhoça foi fundada em 1793 e elevada a município em abril de 1894. Colonizada inicialmente por portugueses, que se fixaram na Enseada do Brito, recebeu também diversas levas de imigrantes alemães, africanos e italianos. A partir dos anos 1970, quando 69% da população ainda moravam no campo e o município dependia da produção primária, a cidade passou a se desenvolver e transformou-se num importante pólo comercial e industrial. Mas ainda preserva suas tradições e folclore, em manifestações como o Boi-de-Mamão, a dança do Pau-de-Fitas, o Terno de Reis e o Pão-por-Deus.

4 thoughts on “Palhoça

Deixe uma resposta