Monteiro Lobato

Monteiro Lobato

Monteiro Lobato

Encravada no sopé da Serra da Mantiqueira localiza-se Monteiro Lobato. A cidade é pacata e sua população se orgulha de um dia ter acolhido como morador o escritor que lhe dá o nome. De tão próximas, suas montanhas parecem abraçar a zona urbana.

Das grotas nas matas brotam belas quedas d`água, corredeiras e riachos de águas límpidas e frias que desembocam no rio Buquira, afluente do Paraíba.

Quem visita Monteiro Lobato e se dedica um dedo de prosa com antigos moradores na Praça de Baixo ouve bons e curiosos causos do folclore local ou do imaginário de cada um.

Na Praça de Cima, com suas grandes janelas de madeira envernizada e portas de pé-direito alto, o antigo prédio do Paço Municipal chama atenção por sua beleza, assim como a pracinha ao estilo São Paulo Antiga.

Em frente à prefeitura localiza-se a sede da Associação de Artesãos Sapeca (Saci-pererê Cultura e Arte), onde o turista pode adquirir objetos de palha, bambu ou madeira, além de bonecos dos personagens do escritor, como a Emília, Visconde de Sabugosa, Tia Nastácia, Dona Benta e outros.

De uns tempos para cá iniciativas privadas têm alavancado o turismo ecológico, opção para quem quer andar a cavalo, tomar um banho de cachoeira ou simplesmente passar um dia em contato com a natureza.

Monteiro Lobato dista 28 quilômetros de São José dos Campos, pela SP-50. A estrada é bem conservada, mas a sinuosidade e falta de acostamento são indicadores de que o motorista deve redobrar o cuidado.

Antes de se chamar Monteiro Lobato, o município teve quatro denominações: Freguesia das Estacas, Freguesia de Nossa Senhora do Bonsucesso do Buquira, Vila das Palmeiras do Buquira e Vila do Buquira.
Na língua tupi, Buquira quer dizer Ribeirão dos Pássaros. O povoado de Buquira foi criado em território de Caçapava e Taubaté sob a invocação de Nossa Senhora do Bonsucesso.

Sob o aspecto eclesiástico, a povoação foi elevada à Freguesia e Distrito de Paz em 25 de abril de 1857, e incorporada ao município de Taubaté.

Buquira só ascendeu à condição de Vila em 26 de abril de 1880 e, depois, a de cidade, em 19 de dezembro de 1900, criada através de lei estadual.

Reduzida à condição de distrito em 1934, esta foi incorporada ao município de São José dos Campos, do qual finalmente se emancipou em 1948. Um ano depois ganhou o nome de Monteiro Lobato.

O nome é uma homenagem ao eminente escritor José Bento Monteiro Lobato que na fazenda do Buquira iniciou sua brilhante carreira literária escrevendo os admiráveis contos de Urupês. Mais tarde a fazenda do Buquira passou a se chamar Fazenda do Visconde e, depois, Sítio do Pica-pau Amarelo, que até hoje atrai grande número de turistas.

Deixe uma resposta