Jacinto Machado

A proximidade do Parque dos Aparados da Serra desperta o interesse dos turistas para as belezas naturais de Jacinto Machado, que está no Extremo sul de Santa Catarina, na microrregião de Araranguá, a 254km de Florianópolis.

Fundada em julho de 1958, Jacinto Machado baseia sua economia na Agropecuária. Para o turismo, conta com 2 hotéis num total de 27 apartamentos e 08 quartos.

Contando com uma população de 11 mil habitantes das etnias Italiana, Polonesa, Luso Brasileira e Açoriana, Jacinto Machado está a 28 m de altitude, no sopé da região dos Cânions, tendo verão quente e temperatura média anual de 19,1°C.

Suas cidades vizinhas são: Ermo, Turvo, Sombrio, Santa Rosa do Sul e Praia Grande.

Todo o território de Jacinto Machado pertencia antigamente a quatro latifundiários: os gaúchos João da Silva Córdova e Antônio Bernardo Boeira, o catarinense Martinho Ghizzo e o alemão João Hebbe, que moravam em Araranguá.

A distância entre o local onde moravam os proprietários e suas terras levou alguns imigrantes italianos a tomarem posse da área, entre 1921 e 1931, liderados por João Eugênio Tuon.

A posse não foi tanqüila nem mesmo pacífica. Muita luta ocorreu entre os proprietários e os imigrantes. Finalizada a luta, os imigrantes ficaram com as terras que hoje formam o município de Jacinto Machado.

As técnicas agrícolas trazidas pelos imigrantes italianos mudaram o perfil do lugar. Fumo, arroz, feijão e milho, além da banana, são as principais culturas. Também se destaca a criação de suínos e de gado. Há ainda uma boa produção de hortifrutigranjeiros.

Os imigrantes italianos desenvolveram a agricultura, com destaque para o cultivo da banana, responsável durante muito tempo por 60% da receita do município. O nome da cidade, batizada inicialmente de Volta Grande, é uma homenagem ao brigadeiro Jacinto Machado Bittencourt, que lutou na Guerra do Paraguai.

Deixe uma resposta