Gaspar

Próxima a grandes centros têxteis do País, como Blumenau e Brusque, Gaspar implantou suas próprias malharias e pequenas fábricas.

Gaspar fio fundada em março de 1934 e tem sua base de colonização nos imgrantes alemães, italianos e açorianos.

Cidade com 48 mil habitantes, Gaspar tem na indústria sua principal fonte de economia, seguida do comércio e da agricultura, onde se destaca a cultura do arroz.

O turismo de Gaspar tem crescido muito, especialmente com a criação de hotéis-fazenda, pousadas e parques aquáticos.

Localizada no Vale do Itajaí, a 15km de Blumenau, 28km de Brusque, 46km de Itajaí e 120km de Florianópolis, Gaspar tem temperaturas anuais entre 15ºC e 25ºC. Está a 18m do nível do mar. Suas cidades vizinhas são Blumenau, Brusque, Itajaí e Balneário Camboriú.

Os primeiros habitantes de Gaspar, os índios botocudos, foram dizimados com o início da colonização, a partir do século XVII. Os primeiros colonizadores foram os paulistas, que trouxeram consigo escravos cujos descendentes vivem na cidade.

No século XVIII, chegaram os imigrantes dos Açores, seguidos por famílias de origem flamenga, espanhola e belga. Os imigrantes alemães chegaram em 1835 e os italianos, em 1875. Toda essa diversidade contribuiu para a formação da cultura local, que hoje se manifesta no folclore, na arquitetura, no artesanato, na gastronomia, na religiosidade, na literatura popular, nos meios de produção e no vestuário.

Gaspar é a porta de entrada do Vale do Itajaí, com localização privilegiada entre os maiores pólos turísticos do Estado, formando um verdadeiro corredor entre as cidades de Balneário Camboriú, Itajaí, Blumenau e Brusque.

Gaspar conta com uma rede de hotéis satisfatória, oferecendo bastante conforto. Nos parques, há boa infra-estrutura turística e de lazer. A cidade tem também boa rede gastronômica, de comércio e de serviços.

One thought on “Gaspar

Deixe uma resposta