Curitibanos

No coração de Santa Catarina, Curitibanos oferece como atração sua História e as belezas da serra, tendo como vocação acolher bem os visitantes.

Curitibanos foi fundada em junho de 1869 e sua trajetória econômica tem origem nos tropeiros, nas fazendas e no ciclo da extração da madeira. Atualmente, a mola-mestra da economia municipal é a agricultura, com destaque para a produção de alho, sendo Curitibanos o maior produtor nacional. Também são fortes o comércio e o turismo.

Curitibanos tem 36 mil habitantes e foi colonizada por Tropeiros Gaúchos. As principais etnias que a compõem são: italiana, alemã, japonesa e cabocla.

Curitibanos está localizada no Planalto Serrano, na entrada do meio-oeste, a 294km de Florianópolis, 987m do nível do mar e nas proximidades de Frei Rogério, São Cristóvão do Sul, Ponte Alta e Campos Novos.

Curitibanos foi o primeiro núcleo populacional do planalto catarinense. Nasceu como pouso dos tropeiros sulinos que levavam gado do sul para as capitanias do centro do País.

Palco das Revoluções Farroupilha e Federalista e da Guerra do Contestado, foi parcialmente destruída pelo fogo em 1914, incendiada por centenas de fiéis em protesto contra a ofensiva militar nas cidades santas, contra a República e contra a propriedade privada de terras. Renascida das cinzas, conserva a vocação de bem acolher os turistas.

De sua área original desmembraram-se os municípios de Santa Cecília, Lebon Régis, Ponte Alta, Campos Novos, Canoinhas e parte dos territórios de Fraiburgo, Caçador e Matos Costa.

Com uma boa infra-estrutura urbana, em constante crescimento, Curitibanos conta com rede hoteleira de boa qualidade – são cerca de 400 leitos. Comer bem também é fácil: há bons restaurantes, com comida variada e tempero agradável.

Deixe uma resposta