Cocal do Sul

O município está incluído no Projeto Roteiros do Sul, da SANTUR, para divulgar suas belezas naturais e as tradições italianas.

Cocal do Sul foi fundada em setembro de 1991 e sua base econômica está hoje na indústria de cerâmica e agropecuária.Tem próximo de 14 mil habitantes de base de colonização italiana e polonesa, está na região Sul do Estado, na microrregião de Criciúma, a 203km de Florianópolis e 58 m acima do nível do mar.

Suas cidades circunvizinhas são Criciúma, Siderópolis, Urussanga, Treviso, Morro da Fumaça e Içara.

A colonização de Cocal do Sul começou em 1880, com a instalação das primeiras famílias de imigrantes italianos – Cechinel, Possani e Smânia – vindas da região do Vêneto.

O inspetor de terras do Governo Federal em 1884, Accioly de Vasconcellos, é considerado o principal responsável pela criação de Cocal do Sul. A partir de 1890, junto com novas famílias de italianos, chegaram grupos de poloneses que fugiam da Polônia ocupada.

No início, os colonos praticavam a agricultura de subsistência, com destaque para o fumo, café, feijão, cevada, milho, arroz e cana-de-açúcar, mas a maioria dessas culturas foi abandonada, restando hoje apenas o cultivo do fumo como fonte econômica de expressão.

A primeira indústria de Cocal do Sul foi um moinho construído por Pauli Cechinel. Mais tarde surgiram os alambiques de cachaça, as serrarias e os engenhos de açúcar. O nome vem dos coqueirais às margens do rio por onde chegaram os primeiros colonizadores.

O maior destaque industrial de Cocal do Sul é o Grupo Eliane, responsável por 90% da arrecadação do município e um dos maiores fabricantes de revestimentos cerâmicos do Brasil.

Deixe uma resposta