Chapecó

Chapecó é Pólo agroindustrial do sul do Brasil e centro econômico, político e cultural do oeste do Estado. A cidade goza de prestígio internacional pela exportação de produtos alimentícios industrializados de natureza animal.

A cidade foi fundada em Agosto de 1917, e hoje é considerada a Capital Latino-Americana de Produção de Aves e Centro Brasileiro de Pesquisas Agropecuárias.

Chapecó tem próximo de 156 mil habitantes de origens principais nas etnias italina, alemã e polonesa. Está no Oeste catarinense, a 670 m de nível do mar, a 630km de Florianópolis e próxima de Coronel Freitas, Nova Itaberaba, Cordilheira Alta, Itá, Seara, Arvoredo, Xaxim, Guatambu e Planalto Alegre.

O oeste catarinense era habitado apenas por índios até 1838, quando tropeiros paulistas e imigrantes italianos e alemães vindos do Rio Grande do Sul começaram a cruzar a região, rumo a São Paulo, para comercializar gado. A partir das paradas de tropeiros e com a vinda das companhias colonizadoras, iniciou-se o processo de migração de outros Estados, principalmente do Rio Grande do Sul.

O rápido e constante crescimento das agroindústrias ampliou o mercado de trabalho e transformou-se na base da economia da cidade, juntamente com a agricultura. Mais tarde, o setor metal-mecânico surgiu como alternativa de desenvolvimento e vem se especializando na produção de equipamentos para frigoríficos.
Localizada em meio a um entroncamento de rodovias federais e estaduais, com acesso fácil aos países do Mercosul – a Argentina está a 160km -, Chapecó é um ponto estratégico para negócios transfronteiras no sul do Brasil.

A rede hoteleira de Chapecó totaliza 1.350 leitos, há boa infra-estrutura de serviços e equipamentos para grandes eventos.

Deixe uma resposta