Hotéis e Pousadas em Santo Amaro da Imperatriz

Fischer Hotel Fazenda
O Fischer Hotel Fazenda está situado no interior do município de Santo Amaro da Imperatriz, na bucólica comunidade de Braço de São João, entre vales, montanhas, belas paisagens, cercado pela natureza exuberante das matas do Parque Florestal da Serra doTabuleiro.
A Diária no Fischer Hotel Fazenda é no sistema de pensão “Super Completa”: inclui 4 refeições preparadas com aquele sabor de comida caseira, próprio da culinária da região e que são servidas em forma de buffet no restaurante do hotel.
Atenção: utilizar somente o acesso pela BR 282 pois o acesso da BR 101 está interditado.
Fone: 48 3245 5079 ou 9135 1711
E-mail: contato@fischerhotelfazenda.com.br
http://www.fischerhotelfazenda.com.br

Plaza Hotéis Caldas da Imperatriz
http://www.plazahoteis.com.br/caldasimperatriz/br/

Hotel Caldas da Imperatriz
Localizado na cidade de Santo Amaro da Imperatriz – SC, o Hotel Caldas da Imperatriz é um patrimônio histórico que vem sendo preservado a mais de 150 anos. Sua história inicia quando o Rei João VI baixou um decreto em 18 de março de 1818, determinando a construção de um hospital, o que é considerado a primeira lei de criação de uma Estância Termal no Brasil
http://www.hotelcaldas.com.br

Santo Amaro da Imperatriz

Conhecida como o Verde Vale das Termas, Santo Amaro da Imperatriz é a primeira estância hidromineral do País. Rica em natureza, cenários, paisagens…

Fundada em 10 de julho de 1958, tem hoje 17.000 habitantes de origem alemã e açoriana.

Sua economia é baseada no turismo de saúde, em função de suas águas termais. Também se destaca a cultura do milho, do tomate e da batata.

Está na Grande Florianópolis, a 30km da capital e 18m acima do nível do mar. Seu clima é temperado, com temperatura média entre 15ºC e 25ºC.

Está nas proximidades de Paulo Lopes, Palhoça, Florianópolis, Águas Mornas, São Pedro de Alcântara, São José, São Bonifácio

A colonização de Santo Amaro da Imperatriz está ligada à descoberta da fonte de águas termais, por caçadores, em 1813. O Governo Imperial destacou então um contingente policial para guarda do local, já que a região era habitada por índios hostis. Em 18 de março de 1818, o rei Dom João VI determinou a construção de um hospital – foi a primeira lei de criação de uma estância termal no Brasil. Em outubro de 1845, Santo Amaro da Imperatriz recebeu a visita do casal imperial Dom Pedro II e Dona Teresa Cristina, que mandou construir um prédio com quartos e banheiras para os visitantes em busca de alívio para suas dores. Em homenagem à Imperatriz, a localidade, nos arredores da cidade – que se chamava Caldas do Cubatão, foi rebatizada como Caldas da Imperatriz