Catanduvas

A cultura da erva-mate e o hábito do chimarrão são o orgulho dos habitantes de Catanduvas.

Catanduvas foi fundada em março de 1963 e tem na Agroindústria, com destaque para a cultura da erva-mate, sua base econômica.

Catanduvas tem cerca de 8300 habitantes de origens predominantemente italiana, alemã e polonesa. Está no Meio oeste, na microrregião de Joaçaba, a 480km de Florianópolis e 945 m de nível do mar. Tem verão fresco com temperatura média de 17°C.

A colonização de Catanduvas começou com a construção, no início do Século XX, da estrada-de-ferro próxima ao Rio do Peixe. Os trabalhadores eram descendentes de imigrantes italianos, alemães e poloneses e, graças a eles, desenvolveu-se a agricultura de subsistência e o cultivo dos ervais, que deu ao município o título de Capital Catarinense do Chimarrão.

Catanduvas possui cinco ervateiras, que contribuem para a geração de empregos e fazem da erva-mate produzida na cidade há mais de 50 anos um sinônimo de tradição.

A cidade faz parte das terras disputadas pelas então províncias do Paraná e de Santa Catarina, que se desmembraram de São Paulo. O nome Catanduvas originou-se de Catanduba, espécie de árvore existente na localidade à época da colonização.

Outras indústrias, além da ervateira, se instalaram em Catanduvas. É o caso do Grupo Perdigão, com a maior fábrica de rações e a maior granja produtora de ovos da América Latina. E a Sadia, com uma granja de matrizes de aves e um centro de estudos para desenvolvimento genético.

One thought on “Catanduvas

Deixe uma resposta