Atrativos Turísticos de Cambuí

Igreja de Vazes

A igreja do bairro de Vazes com características da arquitetura colonial é o cartão postal do lugar. Em relação a cultura e a história. Antes a igrejinha era de barro e coberta de sapé e depois foi reconstruída e inaugurada no ano de 1939.

Morro do Cruzeiro

Além de ser o principal mirante da cidade, o Morro do Cruzeiro é também muito utilizado como rampa de parapente. Não raro podemos avistar as velas partindo do alto do morro e colorindo o céu da cidade. No alto a vista da cidade é fascinante, pode-se ver toda a cidade, a Rodovia Fernão Dias e as montanhas que circundam a região. Um ótimo local para passar um fim de tarde na companhia dos amigos enquanto o sol se põe.


Cachoeira da Meia Légua

Cercada de montanhas e pastos sob o agradável clima da região, a Cachoeira da Meia-Légua é uma boa opção para que gosta de natureza e não quer percorrer longas distâncias para curtir um agradável dia de sol em Cambuí. Embora não tenha uma queda alta, a cachoeira é bem simpática e muito gostosa para se refrescar. O poço possui uma profundidade razoável para se nadar e as quedas formam deliciosas duchas.

Cachoeira da Usina

Muito conhecida e frequentada, a Cachoeira da Usina é formada por ruínas da antiga usina e possui um poço bastante extenso, tornando-se excelente lugar para se nadar. Para se chegar é só seguir pela estrada para Senador Amaral, a partir da Vila Santo Antônio. Percorra a estrada por cerca de 3,6 Km e entre à direita na bifurcação. Siga a estrada de terra principal por 5,1 km, passando pela serra, que ficou com o acesso mais fácil devido ao calçamento. A chegar numa estradinha convergente à direita, pegue-a e percorra mais uns 600 m até uma porteira. Pode-se entrar com o carro até a cachoeira, passando por mais uma porteira, o lugar é movimentado e bem conhecido dos moradores da região. Para se chegar ao poço, que fica na para debaixo da cachoeira, deve-se pegar uma pequena trilha à esquerda de quem está chegando e descer até a parte de baixo.

Cachoeira do Andorinhão

Qualquer dificuldade que se tenha para chegar à Cachoeira do Andorinhão é recompensada com uma imagem maravilhosa. A beleza do lugar é de encher os olhos. A água é bastante fria, já que não bate muito Sol. A queda é espetacular, a mais bonita da cidade. Embora estreita, ela é bem alta com paredões de pedra que circundam o poço, que é bastante fundo. Há muitas quedas no lugar e para se chegar à queda principal deve-se subir um pouco rio acima.

Cachoeira dos Fonsecas

A Cachoeira dos Fonsecas é a mais distante e, consequentemente, a menos conhecida da cidade. Logo que se chega no lugar há uma pequena queda que desliza entre as pedras com uma piscina natural ótima para se banhar. O local é bastante espaçoso, com muita área verde e pastagem. Um pouco acima encontra-se a maior queda da cachoeira, uma das mais belas da cidade e um poço de boa profundidade. A agitação da água dificulta um pouco o banho, mas só a presença dela já eleva os ânimos. Há ainda, um pouco mais acima seguindo por uma trilha, uma terceira queda. Apesar de modesta, enriquece ainda mais o complexo de quedas e poços deste maravilhoso lugar, que é, sem dúvida, uma das melhores cachoeiras da região.

Cachoeira de Nossa Senhora de Lurdes

Apesar de muito bonita, a Cachoeira de Nossa Senhora de Lurdes é muito pouco conhecida. Cercada por uma mata muito fechada, a queda principal desce por um paredão de pedra. Existem poucos poços e a água é muito fria, já que não bate muito sol no lugar. Mesmo assim, é um lindo lugar para se passear. Encravada num paredão está a grutinha com a imagem da Santa que dá nome à cachoeira.

Pedra da Onça

A Pedra da Onça é sem dúvida um dos principais passeios ecológicos da cidade. Além de possuir uma belíssima vista panorâmica da região, é um excelente local para prática de esportes de aventura, como escalada e rapel. Lembre-se que para a prática deste tipo de atividade é necessário ter experiência ou a companhia de um instrutor, além, é claro, dos equipamentos de segurança necessários.

Do alto da pedra podemos avistar, além da cidade de Cambuí, uma grande faixa da Serra da Mantiqueira, de onde a Pedra de São Domingos se ergue imponente, e até mesmo a Pedra do Baú em São Bento do Sapucaí, no estado de São Paulo.

Para se chegar é preciso seguir pela estrada para Senador Amaral, a partir da Vila Santo Antônio. Percorra cerca de 9,6 Km e vire à direita na Serra do Cabral, onde há um ponto de ônibus. Siga por uns 4,0 Km até a Vargem dos Ilhéus, onde há uma igreja e pegue a saída mais a frente para o bairro da Mata, à esquerda. No alto da serra já se pode avistar a pedra. Continue seguindo pela mesma estrada por mais uns 5,7 Km até o alto, onde há uma porteira. Passando pela porteira, percorra 300 metros e estacione o carro. É só seguir pelo caminho à esquerda e já se está no alto da pedra, de onde a vista é simplesmente maravilhosa.

Deixe uma resposta